Pecuária a pasto: simples, barata e produtiva - Pastagem | Sementes Guinossi

Pecuária a pasto: simples, barata e produtiva

Conheça as etapas para se fazer uma boa pastagem


Publicado 20 de Fevereiro de 2020
Pecuária a pasto: simples, barata e produtiva

Foto: Divulgação

Desde quando o homem aprendeu a domesticar os animais, também passou a cultivar plantações para alimentá-los. O pasto, ou pastagem, é formado por vegetais usados na alimentação animal e o terreno que ocupa. Antes de se começar a produzir ração e a confinar os rebanhos, era assim que eles eram criados.

Ainda hoje se produz a pasto, principalmente em países da zona tropical. Esse tipo de criação é chamada de extensiva, enquanto a praticada em confinamento é a intensiva. Também é comum o uso conjugado entre os dois tipos, com alimentação baseada nas pastagens, completada por ração e suplementos minerais.

criação intensiva é bastante usada em países da zona temperada, como os europeus e os da América Anglo-Saxônica. Essas regiões quase sempre possuem território reduzido (exceto Canadá e Estados Unidos) ou sofrem com condições climáticas muito severas, por isso a opção pela pecuária intensiva. As criações são feitas com muita tecnologia, pouca mão de obra, gerando ótimos resultados. Sendo assim, quais as vantagens em se produzir a pasto?

Há algum tempo, vários pesquisadores já atestaram os benefícios das pastagens. Pesquisa recente da  Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) comprovou os ganhos referentes à produção leiteira. Os resultados mostraram que o Brasil deve aproveitar o potencial que possui com grande extensão territorial e clima favorável, optando pela criação a pasto. O baixo uso de insumos e de tecnologia justificam essa opção.

Isso não significa que a produção a pasto não exija cuidados. É preciso selecionar bem os animais, escolher a melhor espécie e, se possível, fazer um melhoramento genético. Apesar disso, as técnicas para a produção de pastagens são bem simples.

A formação da pastagem

O processo de criação de um pasto começa logo na escolha do tipo de vegetal, do solo e da preparação deles. Ou seja, não dá para sair plantando uma forrageira em qualquer lugar e de qualquer jeito. O primeiro passo é escolher o local para a pastagem. Se necessário, deve-se fazer uma correção ou outro tipo de tratamento no terreno.

Em seguida, é importante conhecer as condições climáticas e selecionar a melhor semente para a região. Fique atento à qualidade delas, pois isso será determinante para o sucesso de sua pastagem.  O solo deve ser preparado adequadamente para recebê-las.

O manejo

Um manejo incorreto é a principal causa de perda e degradação de pastagens. Caso ele não seja feito da maneira certa, pode comprometer a qualidade, a quantidade do pasto e, portanto, os resultados da produção.

Segundo o professor do curso Manejo de Pastagens, Adilson de Paula Almeida, a pressão de pastejo, sobrecarga da quantidade de animais no pasto, é fator determinante nesse processo. O excesso do pisoteio causa perda da cobertura vegetal e compactação do solo. Por isso, é importante calcular a quantidade de animais por área.

Outro problema, é a infestação da área por outras espécies, que roubam os nutrientes destinados às plantas, podendo causar a morte delas. É preciso monitorar sempre a pastagem e aplicar herbicidas específicos para as daninhas.

Sistemas irrigados

Implantar um sistema de irrigação na pastagem é garantia de produtividade o ano inteiro. Com ele o produtor deixa de ser dependente do regime de chuvas. Ou seja, é um forma de aumentar a competitividade.

O agrônomo Adilson de Paula Almeida, professor do curso Irrigação de Pastagens, explica que os mesmos fatores observados durante a formação das pastagens também são necessários para a escolha e implantação de um sistema. O ideal é aproveitar o tempo das chuvas e completar com a irrigação.

Recuperação do pasto

Como já foi dito, a pressão de pastejo, plantas daninhas, outros problemas de manejo e mudanças bruscas no tempo podem prejudicar o pasto, acarretando perdas indiretas na criação do rebanho.

A recuperação do pasto exige primeiramente que sejam avaliadas as causas do problema, e a partir daí procurar uma solução. Para o professor Adilson, de nada adianta tentar restaurar uma pastagem sem antes diagnosticar a causa. Ele acrescenta que o manejo deve seguir a partir da área recuperada, como se ela fosse nova.

Fonte: CPT - Centro de Produções Técnicas
Link da matéria: 
https://www.cpt.com.br/cursos-bovinos-pastagensealimentacao/artigos/pecuaria-a-pasto-simples-barata-e-produtiva

 

 

 


Mais de Pastagem
Saiba como recuperar um pastagem degradada

Saiba como recuperar um pastagem degradada

Conheça as melhores dicas para cuidar da sua pastagem, economizando dinheiro e trazendo resultados

Inverno: cuidados com a produção

Inverno: cuidados com a produção

Será possível manter uma boa produção durante a estação que vai iniciar?

Manejo de pastagem: conheça mais sobre essa prática

Manejo de pastagem: conheça mais sobre essa prática

Conheça as práticas, benefícios e objetivos do manejo de pastagem na produção

Pastagens: conheça as suas categorias

Pastagens: conheça as suas categorias

Fique por dentro e saiba das 3 categorias de pastagem e suas características

Saiba como manter seu pasto mais produtivo no outono

Saiba como manter seu pasto mais produtivo no outono

Com a chegada da estação da queda das folhas, conheça dicas para manter a qualidade da produção

Pecuária a pasto: simples, barata e produtiva

Pecuária a pasto: simples, barata e produtiva

Conheça as etapas para se fazer uma boa pastagem

Saiba as vantagens do uso do feno na alimentação animal

Saiba as vantagens do uso do feno na alimentação animal

Emprego na propriedade pode favorecer o desempenho do rebanho

Clima influencia no desenvolvimento das plantas

Clima influencia no desenvolvimento das plantas

Existem muitas espécies que podem ser utilizadas como pastagem para o gado

Sementes piratas são fontes de pragas e doenças

Sementes piratas são fontes de pragas e doenças

Demanda anual pelas certificadas no Brasil chega a 50 mil toneladas

Escolha da forrageira é etapa essencial à pastagem

Escolha da forrageira é etapa essencial à pastagem

Escolher a espécie é uma etapa importante e depende do objetivo do sistema de produção

Quais as recomendações para uma boa pastagem?

Quais as recomendações para uma boa pastagem?

No território brasileiro, aproximadamente 95% da carne bovina é produzida em regime de pastagens, cuja área total é de cerca de 167 milhões de hectares.

Escritório

Rodovia Raposo Tavares
Km 620,3
Presidente Venceslau - SP

Atendimento

18 3271-3200
18 3271-3476
contato@sementesguinossi.com.br

© 2020 Sementes Guinossi. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Agência Prudente Empresas